Historico

Pés no Chão começa novo projeto dirigido à comunidade caiçara

O Pés no Chão deu início ao projeto Memórias Reveladas, contemplado no Edital da Seleção Pública do Programa Petrobras Socioambiental 2014, e agora renovado para biênio 2018-2019. Através dele, serão realizadas diversas ações junto a 130 crianças e adolescentes pertencentes a comunidades tradicionais, e também a famílias caiçaras moradoras em áreas urbanas do município. Ao todo serão visitados 14 núcleos caiçaras.

 

Qual o propósito do projeto?

Promover o resgate da cultura caiçara, através do registro das histórias e causos contados por seus representantes mais velhos, e a reinterpretação e dinamização destas “memórias” junto às novas gerações, dentro de seu próprio contexto de vida – suas comunidades e lugares de moradia. Ao integrar o imaginário dos mais velhos e dos mais novos, revitalizam-se os elementos primordiais que tecem a cultura comunitária, acendendo sua chama e re-fundando suas bases de sustentação. Os laços afetivos e de pertinência representam os elos de maior aglutinação e fortalecimento de um povo, e o projeto vai atuar diretamente neste veio, promovendo a circulação vital da cultura caiçara – a transmissão de seus saberes e fazeres.   

 

 


Pesca do Nero


Embarque de Bananas

O que será feito?

Num primeiro momento, será realizado um levantamento e mapeamento de lideranças caiçaras em cada um dos núcleos, a análise de registros acadêmicos ou populares e uma pesquisa iconográfica relacionada à cultura caiçara, que darão subsídios para a criação de uma contação de história teatralizada, que será protagonizada pelo grupo de teatro do Pés no Chão.

No segundo momento, ocorrerão 14 eventos “Gente Daqui” - quando serão feitas as apresentações da contação de histórias criadas na etapa anterior, e oferecidas oficinas de bonecos para as crianças nos núcleos caiçaras.

Na terceira etapa, ocorrerão as Jornadas da Cultura Caiçara. Elas compreendem um retorno aos núcleos caiçaras para a realização de oficinas lúdicas com crianças e adolescentes com duração mínima de 7 dias corridos, entrevistas e filmagens com os familiares mais velhos, e a apresentações de contações de histórias com bonecos, feitas pelas crianças, para um público formado por integrantes da sua própria comunidade.

 

A quarta e última etapa está ligada à continuidade e multiplicação do projeto.  Ela envolve um retorno a todos os núcleos caiçaras visitados para a entrega de um conjunto de materiais educativos nas escolas parceiras, e também oficinas para professores, que incluem aspectos da memória caiçara, elementos da arte de contar histórias e um panorama geral da iniciativa realizada.

O projeto Memórias Reveladas é um patrocínio da Petrobras e do Governo Federal".


Canoa de Voga